Fonte: turismo.gov.br

Pesquisa dimensiona fluxo de turismo doméstico no Brasil

Brasília (19/12) – Uma equipe de 230 pesquisadores da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) percorreu por três meses 36 mil domicílios em 137 municípios brasileiros para coletar dados que caracterizem e dimensionem o fluxo de viagens de turismo doméstico no Brasil. Os primeiros resultados devem ser divulgados em janeiro de 2009, com números referentes ao ano de 2007.

Participaram do levantamento municípios de grande, médio e pequeno porte das 27 unidades federativas do Brasil. Isso permitirá que os resultados reproduzam o volume total e as características de viagens domésticas. A amostra contempla domicílios que pertencem a diferentes faixas de renda: até quatro salários mínimos; de 4 a 15 salários mínimos; e mais de 15 salários mínimos.

A pesquisa foi encomendada pelo Ministério do Turismo e visa quantificar e qualificar o movimento de turistas, de modo a conhecer o número de viagens realizadas no território nacional em 2007, a origem e o perfil do viajante, as motivações de viagem, os meios de transporte utilizados, o tipo de hospedagem, o gasto médio e o tempo médio de permanência no destino, dentre outras informações que permitam ampliar o conhecimento sobre a dinâmica e a evolução do turismo doméstico no país.

O questionário aplicado pelos pesquisadores em entrevista domiciliar direta investiga características de viagens domésticas (de longa distância), rotineiras (de pequena distância), a lazer, negócios ou por qualquer outro motivo, como saúde e religião. A margem de erro é de 0,5% para um nível de confiança de 95%.

De acordo com o diretor do Departamento de Planejamento e Avaliação do Turismo, José Augusto Falcão, o estudo representa um avanço por conseguir mapear o fluxo turístico interestadual e no interior de um mesmo estado e, com isso, identificar os principais estados emissores e receptores dos turistas do país.

“O resultado vai subsidiar a formulação de políticas públicas, a definição de estratégias de promoção e até as decisões empresariais”, diz Falcão.

Segundo ele, os resultados também vão auxiliar o monitoramento das transformações que ocorrem no mercado doméstico do turismo brasileiro e servirão para medir o resultado parcial da meta número um do Plano Nacional de Turismo 2007-2010 (PNT), que é promover a realização de 217 milhões de viagens no mercado interno até 2010.

Os dados mais atualizados sobre viagens domésticas haviam sido divulgados em 2006, com informações referentes ao ano de 2005.

A pesquisa visa verificar outras dimensões importantes do mercado interno, como a identificação dos atrativos turísticos preferidos e dos destinos que o brasileiro sonha em conhecer. Também vai investigar o grau de utilização de agências de viagem e os serviços mais solicitados; medir a sazonalidade das viagens; estimar a receita direta gerada pelo turismo doméstico, decomposta em hospedagem, alimentação, transporte e compras; identificar a freqüência e os meses mais usados para realizar as viagens.